Imagem_Site-1080x675

A aplicação da toxina botulínica (Botox) já é mundialmente famosa para tratar as rugas dos olhos e da testa, mas hoje em dia pode ser também usada para melhorar o contorno facial. Atualmente discute-se muito os ângulos da beleza, ideia que surgiu após avaliação da geometria facial de pessoas consideradas belas. Os homens costumam ter o rosto mais quadrado e com a mandíbula bem marcada, já as mulheres o rosto mais oval e delicado. Algumas pessoas apresentam-se com o músculo da mastigação (masseter) mais desenvolvido o que pode deixar a parte inferior da face mais volumosa.

A hipertrofia do músculo masseter é benigna, sem causa conhecida, mais comum em pessoas com idades entre os 20 e os 40 anos, homens e mulheres podem apresentar essa condição. É mais prevalente entre asiáticos e contribui para um rosto largo. Em caucasianos é condição menos frequente, mas pode estar associada ao bruxismo e dor na articulação temporomandibular.

Já o platisma é o músculo que ocupada grande parte do volume do pescoço e suas fibras podem se estender até a parte da região mandibular, o que favorece a atuação desse músculo no contorno da face. Sua ação em contração “puxa” o rosto para baixo, assim após os 40 anos a área mandibular fica com aparência caída.  Aplicar a toxina botulínica nesse local relaxa a musculatura do platisma, com efeito Lifting. A técnica é conhecida por Lifting de Nefertiti, em referência a rainha egípcia, cujos traços e contornos bem definidos do seu perfil foram eternizados no famoso busto, encontrado em 1912 em Amarna, no Egito.

Ainda há aqueles pacientes que apresentam a região do queixo com diversos furinhos, lembrando uma “celulite no queixo”. Isso ocorre devido a contração do músculo do mento e a toxina poderá deixar o local mais harmônico com o resto da face, por diminuir a ação do músculo mentoniano.

Em resumo, o Botox pode ser usado na parte inferior da face para:

– Afinar o rosto quando aplicado no músculo masseter e melhorar sintomas do bruxismo, disfunções da articulação têmpora  mandibular.

– Diminuir a “celulite do queixo” e melhorar o seu formato.

– Ajudar no contorno da mandíbula e pescoço pela técnica Lifting de Nefertiti.

A aplicação dura em média 30 minutos e é praticamente indolor, feito com anestesia tópica local.

O efeito pode durar em média 6 meses.

Por serem considerados pontos avançados, a toxina botulínica no terço inferior da face deve ser realizada por especialista, por isso procure sempre o dermatologista para saber quais as melhores indicações.